Deputado Anderson do Singeperon - Sua voz no Parlamento

Segurança e mediação tecnológica são debatidos em reunião da Comissão de Educação

Parlamentares convidaram para a próxima reunião a gestora da Seduc e da escola Tiradentes de Porto Velho

Por Assessoria de Comunicação Social dia em Notícias

Segurança e mediação tecnológica são debatidos em reunião da Comissão de Educação
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

A reunião da Comissão de Educação e Cultura (CEC), ocorrida na manhã desta quarta-feira (20), no Plenarinho da ALE, sob a presidência do deputado Anderson do Singeperon (Pros) debateu a questão da segurança nas escolas públicas, mediação tecnológica e os problemas de assédio moral e exoneração de professores da Escola Tiradentes I.

O deputado Anderson do Singeperon relatou sobre assalto ocorrido na parte da manhã em uma escola do bairro Ulisses Guimarães, em Porto Velho. Segundo ele, um assaltante rendeu o vigilante, que não andam mais armados, e entrou na escola Raimundo Agostinho.

Anderson disse que professores foram ameaçados com arma na cabeça, amedrontando as crianças, provocando sérios traumas. Pediu reforço policial para garantir mais segurança às mulheres, crianças e adolescentes. “Muitos professores já pediram afastamento para tratamento psicológico devido ameaças e ao alto índice de violência na região”, declarou o parlamentar.

O deputado Adelino Follador (DEM) relatou que há escolas que já foram assaltadas seis vezes e que os professores, se deslocam ao trabalho com insegurança e sem saber o que irão enfrentar em sala de aula.

O parlamentar também comentou sobre o Proerd, que agora é lei e não haverá mais a necessidade de encaminhamento de emenda, pois já está contemplado no orçamento da Seduc e será aplicado em todas as escolas públicas estadual.

O deputado Ribamar Araújo (PR) salientou que, além dos problemas pelos quais passa a educação, agora também passa pelo da violência dentro nas escolas e que atinge a todos, causando traumas irreversíveis, comentou o parlamentar lamentando que este seja um problema que aflige a toda a população.

Segundo Ribamar, um país e um Estado que tem autoridades, que há muito tempo deveriam estar na cadeia e continuam a dirigir os destinos da nação, tem de estar desta maneira mesmo. A lava jato escancarou ao país todos os problemas. Dentro desta casa em legislatura passada tivemos deputados com denúncia de financiamento pelo tráfico de drogas.

Rosangela Donadon (PDT) apresentou relatório sobre projeto que estava sob sua responsabilidade, dando parecer favorável a entrega de medalha de Mérito Legislativo a policial, proposto pelo deputado Jesuíno Boabaid (PMN).

A Comissão aprovou o envio de expediente para o secretário de Segurança do Estado e ao Comando Geral da Polícia Militar para fortalecer o policiamento nas regiões mais afetadas e informações sobre o patrulhamento escolar.

O presidente Anderson também teve aprovado requerimento para explicações da diretoria da escola Tiradentes da nova diretora capitã Érika Ossussi, sobre denúncias de assédio moral e exoneração de professores.

O deputado Lazinho da Fetagro (PT) pediu que a Comissão encaminhe pedido de esclarecimentos, sobre mediação tecnológica a Seduc devido a denúncias de que há escolas sem mediação tecnológica devido a falta de internet e que posteriormente se façam visitas em várias escolas.

Para as devidas explicações foi aprovado o convite para que a secretária da Seduc compareça para explanações.

ALE/RO – Geovani Berno | Fotos: Ana Célia
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui: