Deputado Anderson do Singeperon - Sua voz no Parlamento

Comissão de Educação debate segurança nas escolas estaduais

Violência toma conta das escolas e entorno, segundo parlamentares

Por Assessoria de Comunicação Social dia em Notícias

Comissão de Educação debate segurança nas escolas estaduais
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

O presidente da Comissão de Educação e Cultura, deputado Anderson do Singeperon (PV), na reunião da manhã desta quarta-feira (30), no Plenarinho da Assembleia, debateu a questão da segurança nas escolas públicas estaduais.

O parlamentar relatou que durante reunião na terça-feira (29) em Candeias do Jamari, ouviu de diversas entidades o relato de violência no município, especialmente dentro e no entorno das escolas daquele município.

Segundo Anderson, o problema do tráfico de entorpecentes é muito grave no município, principalmente devido ao baixo efetivo das polícias Civil e Militar. “Tudo o que ouvimos lá é o que já vimos relatando aqui nesta comissão e ações precisam ser tomadas com urgência” destacou.

O deputado Adelino Follador (DEM) relatou outro problema relativo a uma escola de Rio Pardo, na qual “foi dada ordem de serviço para a construção da escola e depois foi suspenso”.

Para Follador está faltando planejamento devido a problemas em um desnível do terreno. Espero que a Seduc resolva isso, e que os engenheiros antes de elaborar um projeto visitem os locais onde serão construídos. “Os engenheiros têm de sair do ar-condicionado e visitar as obras”. Citou também a questão com o mesmo problema ocorrido em Jacinópolis.

O deputado Aélcio da TV (PP) relatou a questão do mesmo problema na escola Flora Calheiros, em Porto Velho. “Não acredito que a empresa que vai executar o trabalho também não visite a obra”.

Adelino disse que a responsabilidade da elaboração do projeto é do governo e que as empreiteiras fazem a proposta sobre este projeto e planilha apresentada pelo governo.

O deputado Ribamar Araújo (PR) reafirmou a questão da violência em Candeias que realmente está muito grande. Disse que muitos moradores de Porto Velho se deslocaram para lá fugindo da violência e que agora está ocorrendo o contrário.

Lamentou que a violência está em todo Estado, crescendo a cada dia. “A população nos cobra, mas cabe aos parlamentares encaminhar ofício aos órgãos de segurança, muitas vezes não somos atendidos, pois a responsabilidade é do executivo”. Defendeu a federalização da área da segurança pública “pois os estados já demonstraram que não tem competência”, afirmou Ribamar.

Ao final os membros da Comissão aprovaram o pedido de informações a Seduc sobre o pagamento das empresas de prestam serviço de transporte das crianças, pois segundo informações recebidas, muitas crianças estão sem aulas devido a paralisação dos serviços.

A reunião também contou com a participação da deputada Rosangela Donadon (PMDB).

ALE/RO - DECOM – Geovani Berno | Foto: Lusângela França

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui: