Deputado Anderson do Singeperon - Sua voz no Parlamento

Anderson do Singeperon solicita desobstrução do canal natural do igarapé Maravilha

Ao DER o deputado pediu providências quanto à recuperação da Linha Maravilha, que corre risco de desmoronamento

Por Assessoria de Comunicação Social dia em Notícias

Anderson do Singeperon solicita desobstrução do canal natural do igarapé Maravilha
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

O deputado Anderson do Singeperon (PV) indicou à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam) a desobstrução do canal natural do igarapé Maravilha, na Linha Maravilha, comunidade ribeirinha Niterói 1.

A reivindicação, explicou o parlamentar, tem por objetivo atender a Associação dos Moradores do Maravilha (Ammar), localizada em Porto Velho. O igarapé está localizado no Ramal Maravilha, após a ponte do rio Madeira.

“Ocorre que, após diversas tentativas de reparo na linha, sem êxito, a Ammar continua na busca por melhorias naquela localidade, que há muito tempo vem passando por um grande problema, sempre no período de cheia”, ressaltou o parlamentar.

Segundo Anderson, é de suma importância salientar que a necessidade de conservação das águas, uma vez se tratar do sustento das famílias dos pescadores da região, que além de muitos, só pescam para consumo próprio, mas também são produtores no sentido de trabalhar diretamente com a economia local.

“Importante também lembrar que, considerando à proximidade do período chuvoso, a preocupação aumenta”, concluiu Anderson do Singeperon.

DER

O deputado também solicitou do DER providências quanto à recuperação da Linha Maravilha. Segundo ele, a indicação também atende a solicitação da Ammar. A linha, situada na zona rural de Porto Velho, à margem esquerda do rio Madeira, foi aberta em 2005, para atender três comunidades ribeirinhas, Niterói 1, Santo Expedito e Maravilha.

De acordo com a Coordenadoria de Estradas Vicinais da Secretaria Municipal de Agricultura (Semagric), em 2015, devida à cheia histórica ocorrida em Rondônia, a linha foi interditada pela Defesa Civil Estadual.

“O local está em risco iminente de desabar e desde dezembro do ano passado vários desmoronamentos já foram registrados, o que causou o estreitamento da pista”, destacou o deputado.

Diante da situação, a Ammar apresentou o pedido de providências ao parlamentar, que as indicou ao DER. Entre as solicitações, aterros de quatro pontos de alagamentos em Niterói 1, a imediata contenção mecânica e a sinalização da linha.

ALE/RO - DECOM - Juliana Martins |Foto: Gilmar de Jesus
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui: