Deputado Anderson do Singeperon - Sua voz no Parlamento

Anderson do Singeperon repudia Mensagem do Executivo sobre contratação de empréstimo com Banco Internacional

Parlamentar disse que proposta do governo é uma pouca vergonha com o Estado de Rondônia

Por Assessoria de Comunicação Social dia em Notícias

Anderson do Singeperon repudia Mensagem do Executivo sobre contratação de empréstimo com Banco Internacional
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

O deputado Anderson do Singeperon (Pros), na sessão ordinária desta terça-feira (21), disse ter ficado surpreso com a Mensagem nº 186, do Executivo, enviada para apreciação e deliberação da Assembleia Legislativa. 

De acordo com deputado, a Mensagem autoriza o Estado a contratar operação de crédito externa junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), para execução do Projeto de Modernização da Gestão Fiscal do Estado de Rondônia (ProfiscoII). 

“Em resumo, o governo quer fazer um empréstimo de 30 milhões de dólares americano, por meio de um banco internacional, para endividar ainda mais o nosso Estado. Desse jeito não tem governo que aguente. Quem assumir no ano que vem vai pegar um Estado, ainda mais falido do que já está”, declarou o deputado. 

Anderson disse considerar a proposta uma falta de respeito do governo para com Estado e disse fazer questão de, desde já, deixar registrado seu posicionamento contrário à Mensagem, solicitando que os demais deputados também fizessem o mesmo. 

“Estamos falando de um governo que até semana passada estava desesperado, querendo alongar a dívida bilionária do Beron e que agora nos apresentam a proposta de adquirirmos uma dívida. O que estão fazendo com Rondônia é uma pouca vergonha. O governo Confúcio acabou com esse Estado, e agora estão querendo acabar ainda mais”, ressaltou o parlamentar. 

O deputado disse que, contraindo mais uma dívida milionária, em breve, o Estado não conseguirá, sequer, honrar com sua folha de pagamento. Para Anderson, um empréstimo internacional afundará ainda mais os cofres públicos de Rondônia, afetando, consequentemente, setores como a saúde, a educação e a segurança pública do Estado. 

“Nós temos que chamar o governador Daniel Pereira (PSB) e discutir isso antes de ser colocado em votação. Ele tem que nos dar explicações sobre esse novo empréstimo para que possamos analisar todas as consequências”, concluiu Anderson.

ALE/RO - DECOM - Juliana Martins
Foto: Gilmar de Jesus
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui: