Deputado Anderson do Singeperon - Sua voz no Parlamento

Anderson do Singeperon cobra mais segurança à população de Candeias do Jamari

O parlamentar participou da reunião da Comissão de Defesa da Criança, Adolescente, Mulher e Idoso da Assembleia Legislativa de Rondônia no município

Por Assessoria de Comunicação Social dia em Notícias

Anderson do Singeperon cobra mais segurança à população de Candeias do Jamari
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

O vice-presidente da Comissão de Defesa da Criança, Adolescente, Mulher e Idoso da Assembleia Legislativa de Rondônia, deputado Anderson do Singeperon (PV), cobrou na terça-feira (29/08) uma atuação mais firme do Governo do Estado para diminuir os índices de violência em Candeias do Jamari (RO). A cobrança foi feita durante a reunião da Comissão, ocorrida na Câmara Municipal do município vizinho.

Junto ao deputado Airton Gurgacz (PDT), presidente da Comissão, Anderson afirmou que as forças policiais de Candeias são verdadeiros guerreiros, pois mesmo com a falta de estrutura tentam realizar o melhor trabalho para a sociedade. “Uma única viatura para cobrir uma população de aproximadamente 25 mil pessoas é um absurdo. É necessário e urgente fortalecer os órgãos de fiscalização, prevenção e combate à violência”, ressaltou.

O parlamentar parabenizou Airton Gurgacz pela propositura da reunião no município que recebeu diversos atores interessados na discussão, a exemplo da Polícia Militar, Polícia Civil, Secretaria de Estado da Educação, vereadores, representantes do Conselho Tutelar, assistência social do município, diretores de escolas, entre outros.

Gurgacz enfatizou a preocupação da Comissão em relação aos altos índices de criminalidade. Entre as principais queixas da população, além dos crimes como assaltos, roubos, furtos e a comercialização de drogas estão os crimes praticados contra crianças, adolescentes e mulheres.

Anderson endossou que 90% dos casos de criminalidade são oriundos do tráfico de entorpecentes. “Como agente penitenciário, sabemos que quase a totalidade dos jovens de 18 a 24 anos que cometeram crimes tiveram uma ligação com as drogas. Sem estrutura, as forças policiais não podem fazer o necessário trabalho de prevenção”, revelou.

Os parlamentares se comprometeram a levar ao governo do Estado, todos os encaminhamentos sugeridos durante a reunião, para que sejam tomadas as medidas necessárias para assegurar mais segurança a população de Candeias e garantir uma geração baseada em uma educação de qualidade.

(Com informações da ALE-RO)

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui: