Deputado Anderson do Singeperon - Sua voz no Parlamento

Anderson do Singeperon cobra mais segurança para socioeducadores na abertura do Ano Legislativo

O primeiro discurso do deputado Anderson do Singeperon (PV) em uma sessão ordinária na Assembleia Legislativa de Rondônia, nesta quarta-feira (15/02), foi marcado pela defesa aos socioeducadores estaduais que têm sofrido ataques e agressões nas unidades socioeducativas sem possuírem os devidos equipamentos de segurança pessoal.

Por Mikaell Araujo dia em Notícias

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Ele citou os fatos recentes ocorridos em Cacoal e Porto Velho. No primeiro, bandidos invadiram a unidade socioeducativa e fizeram os servidores de refém, onde foram agredidos e ameaçados de morte com facões e facas, sendo resgatados graças à atuação dos agentes penitenciários que perceberam a ação. Na capital, os servidores sofreram tentativa de homicídio na última madrugada pelos próprios internos da Unidade de Internação localizada na Av. Rio de Janeiro.

“Como que um cidadão trabalha em uma unidade sem tonfa ou um colete, itens básicos para se defender? É um absurdo. Já cobrei do Estado e vou atuar fortemente para proporcionar mais segurança para os servidores de todas as unidades”, criticou.

Outra preocupação que levantou ainda sobre o sistema socioeducativo é o baixo efetivo de socioeducadores. “Foram chamados 150, mas não foi o suficiente, pois muitos já saíram do cargo, seja pela aprovação em outros concursos, ou pela falta de condições de continuar na carreira”, revelou o parlamentar.

Educação e Lúcia Tereza

“A educação é o caminho para evitar que nossos jovens acabem nos sistemas penitenciário e socioeducativo”. Com esta afirmação, o deputado Anderson do Singeperon reafirmou seu compromisso de trabalhar forte na presidência da Comissão de Educação da ALE-RO.

“Não adianta falar em educação, sem antes falar em valorização do professor e do técnico. Eles devem ter autonomia em sala de aula. O professor não consegue educar mais porque leis criadas não dão condições para que isso aconteça”, destacou o parlamentar.

Como fez em seu discurso de posse no dia 10 de janeiro, Anderson ressaltou a memória da saudosa deputada Lúcia Tereza que deixou um grande exemplo na classe política do estado. “Tenho uma responsabilidade muito grande em assumir este mandato. A população de Espigão D’Oeste pode ter a certeza que não estará sozinha. Juntamente com os demais deputados, vamos dar a atenção que o povo da região merece”, ressaltou.

Servidores públicos

O primeiro agente penitenciário deputado em Rondônia também lembrou em seu discurso dos servidores públicos, onde reafirmou seu compromisso de ser o representante do funcionalismo público. “Estive com o secretário chefe da Casa Civil, Emerson Castro, ocasião em que me posicionei contra qualquer projeto que venha a retirar direitos dos servidores, colocando meu apoio para as iniciativas que visem a retomada do crescimento econômico e que beneficiem diretamente a sociedade”, disse.

“Nunca fui sindicalista ao extremo de não conversar. Sempre sentamos com o Governo, pois não queremos impedir que o Estado cresça. Nunca irei agir pelas costas do servidor”, discursou o parlamentar ao lembrar da sua atuação como líder sindical no sistema prisional e socioeducativo.

Por fim, criticou o recente golpe sofrido pelos servidores municipais, que viram o benefício do quinquênio ser retirado em projeto enviado pela Prefeitura de Porto Velho e aprovado pela Câmara Municipal. “O maior erro dos governantes é não chamar os sindicatos para conversar e fazer as coisas de forma democrática. Não fazendo de forma covarde como foi feito”, registrou.

Anderson finalizou com agradecimentos aos deputados e servidores pela recepção na Casa de Leis.

Indicações

Neste primeiro dia de trabalhos legislativos, Anderson do Singeperon fez indicativos ao Departamento de Estradas e Rodagens de Rondônia (DER-RO) para a consecução das obras de pavimentação da RO-005, mais conhecida por Estrada da Penal e Linha 28 de novembro.

Além disso, indicou também a urgente recuperação e asfaltamento das estradas que dão acesso a importantes unidades prisionais nos municípios de Ji-Paraná e Buritis.

Os indicativos foram feitos após tratar pessoalmente dos assuntos com o diretor geral do DER-RO, Ezequiel Neiva, na última terça-feira (14/02).

Assessoria [Texto: Luiz Alexandre | Foto: Decom/ALE-RO]

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui: